Reserva de emergência – O que é e como montar a sua?

Quer saber o que é a reserva de emergência e como ela pode mudar a sua vida financeira? Leia esse post até o final, pois, ele será perfeito para você.

O que é a reserva de emergência?

A reserva de emergência é o nome dado para uma economiza realizada ao longo do tempo e que seja capaz de bancar as suas despesas fixas por um período.

Mas, essa reserva só deve ser acionada quando você sofre uma queda repentina de renda ou passa a ter um custo elevado de maneira inesperado.

Certamente, ter uma reserva de emergência é o primeiro passo para ter uma vida financeira mais equilibrada e manter a saúde mental em dia.

Quem são as pessoas que deve ter uma reserva de emergência?

Todas as pessoas devem ter uma reserva de liquidez, pois, ao mesmo tempo que ela fornece um colchão de proteção, ela permite que parte do dinheiro seja alocado para investimentos de longo prazo.

Qual é o valor ideal da reserva de emergência?

Alguns especialistas acreditam que a reserva de emergência precisa ter de 3 a 12 vezes o custo mensal.

Portanto, se você tem despesas médias de R$ 3 mil, você vai precisar acumular de R$ 9 mil até R$ 36 mil.

Isso irá garantir que você consiga reestruturar a sua situação sem maiores sobressaltos.

Como você pode criar uma reserva?

É muito difícil você conseguir acumular uma reserva sem antes avaliar a sua própria situação financeira.

Portanto, a primeira coisa a se fazer é revisar todos os gastos.

Depois, você deve organizar o seu orçamento identificando as dificuldades, liberando espaço para realmente começar a poupar.

Agora chegou o momento de você estabelecer um valor por mês para guardar e se destinar à reserva de emergência o mais cedo que conseguir.

ATENÇÃO, não espere o momento de sobrar dinheiro para poder poupar, porque você corre o risco de nunca fazer isso.

Por fim, a última atenção é a consistência de economizar dinheiro, que é um ponto essencial.

Não pare de guardar dinheiro até que o valor da sua reserva de emergência tenha atingido o que foi estabelecido por você.

Onde você vai investir o dinheiro guardado?

Você só deve investir o dinheiro da reserva de emergência em investimentos que tenha uma alta liquidez e um risco bem baixo.

Além disso, o investimento precisa ter uma liquidez diária, onde você pode resgatar o dinheiro no mesmo dia, no máximo, o dinheiro está na conta no dia seguinte.

Já que estamos falando de imprevistos, é de se supor que a demanda por ele recurso vai ser imediata assim que um problema acontecer.

Normalmente, a liquidez diária está nos maiores investimentos de baixo risco, pois, você não pode esperar aquela ação subir e o mercado virar.

Ou seja, é preciso que o dinheiro esteja disponível em aplicações seguras e livres de uma volatilidade muito grande.

Claro que os investimentos com baixo risco tem uma rentabilidade bem menor do que outros modelos de ativos.

Mas, o ideal é que você encontre alternativas que ofereçam um retorno que pelo menos, cubra a inflação.

Assim, os investimentos mais indicados são:

  • Tesouro Selic;
  • CDBs, de grandes bancos que pagam a taxa CDI.

O ideal é que você considere as principais características de cada produto, com destaque para os custos.

Como você vai ter um investimento com baixo risco e, consequentemente, baixo retorno, os custos operacionais podem vir a ser um problema.

Quando usar a sua reserva de emergência?

A reserva de emergência só pode ser usada em situações de urgência e momentos inesperados.

Vale muito a pena pensar como uma espécie de seguro, que você tem, mas tenta ao máximo não acionar.

Assim, faz sentido recorrer a ela, somente nos momentos em que existe um aumento de despesas ou mesmo uma quebra de receitas, causada pelo desemprego, por exemplo,

Ou seja, ela não vai servir para bancar os gastos que não são superficiais, como o cartão de crédito no final de ano, que você gastou.

 

 

Depois desse post, tenho certeza de que você entendeu o que é a reserva de emergência e como você pode criar uma hoje mesmo.

Mas, caso tenha ficado com alguma dúvida sobre o tema, deixe uma mensagem no espaço dos comentários para que eu possa lhe ajudar.

Grande abraço e te espero no meu próximo post.